Session 2

TODD HERMAN
FORBIDDEN ACTS AND OTHER POEMS BY LEROY MOORE

VÍDEO-EXPERIMENTAL // EXPERIMENTAL VIDEO | 2006 | 12’ | M/18 | E.U.A. // U.S.A.
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

Provocador, mediador e sensual, Forbidden Acts, um filme de Todd Herman, apresenta três poemas da autoria de um negro e deficiente escritor e advogado, Leroy Moore.
O imaginário provocativo de Herman relaciona-se perfeitamente com a poesia explícita de Moore e perscruta com frontalidade as questões da sexualidade, imagem corporal e deficiência – em relação à política, medicina, e raça.
Forbidden Acts
é um apelativo vislumbre da exploração de Moore acerca da sua própria sexualidade e os limites que as instituições sociais tentam impor à sua expressão. É um filme poderoso que rompe as barreiras entre deficiência e sexualidade, abrindo novas portas para a expressão dos desejos sexuais e frustrações entre os nossos irmãos e irmãs com deficiência.
Confrontative, mediative, and sensuous, Forbidden Acts, a film by Todd Herman, showcases three poems by black disabled advocate and writer, Leroy Moore.
Herman’s provocative imagery seamlessly intertwines with Moore’s explicit poetry and takes a head-on look at issues of body image, sexuality and disability – relative to politics, medicine, and race.
Forbidden Acts is an engaging glimpse into Moore’s exploration of his own sexuality and the limits that social institutions attempt to impose upon its expression. It is a potent film that ultimately sees beyond the barriers between disability and sexuality and opens new doors for expression of the sexual desires and frustrations among our disabled brothers and sisters.

_______________________________________________________________

TODD HERMAN
http://www.todd-herman.com
Todd Herman é realizador e fotógrafo. O seu trabalho debruça-se frequentemente sobre as relações que se estabelecem entre imagens documentais e textos poéticos, bem como sobre a beleza e mistério inobservados na vida quotidiana. O seu trabalho actual inclui um livro de fotografia sobre comunidades marginalizadas em Kathmandu, Nepal; projectos de filme e livro que exploram as ligações entre nascimento, memória e luto; filmes sobre deficiência, sexualidade e eugenia. Todd expõe o seu trabalho internacionalmente.
Todd Herman is a filmmaker and photographer. His work often looks at relationships between documentary images and poetic texts, as well as to the disregarded beauty and mystery of everyday life. His current works include a photography book about marginalized communities in Kathmandu, Nepal; film and book projects exploring the connections between birth, memory and mourning; films about disability, sexuality and eugenics. He exhibits his work internationally.
FORBIDDEN ACTS AND OTHER POEMS BY LEROY MOORE ficha artística | cast
Realizador | Director: Todd Herman
Câmara | Camera: Todd Herman
Som | Sound / Sound Editing: Todd Herman
Edição | Editing: Todd Herman

________________________________________________________________
________________________________________________________________

PATRICK TROLAN
CONSIDERING CAROL

DOCUMENTÁRIO // DOCUMENTARY | 2009 | 4’ | M/12 | IRLANDA DO NORTE // NORTHERN IRELAND
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2


Considering Carol é um olhar breve mas perspicaz sobre a vida, por vezes perturbada, mas muitas vezes brilhante, da poeta esquizofrénica que se tornou a rainha karaoke, Carol E. Kelly. Carol tem 52 anos e foi-lhe diagnosticada esquizofrenia aos 18 anos.
Tornou-se uma celebridade local na cidade de Portstewart (na Irlanda do Norte) graças ao seu talento, principalmente pelos seus poemas publicados e extravagantes espectáculos de karaoke assistidos por multidões de fãs.
Através do recital de um do poema, Esperando no Lobby, Carol oferece-nos uma visão sobre o seu mundo e expõe como aprendeu a lidar com a sua doença mental.
Considering Carol is a brief yet insightful look into the sometimes troubled, yet often brilliant, life of schizophrenic poet come karaoke queen, Carol E. Kelly.
Carol, 52 years old and a diagnosed paranoid schizophrenic since 18 years of age, has become a fully established local celebrity in the town of Portstewart (in Northern Ireland) through her many talents, mainly her published poems and often extravagant karaoke performances to crowds of adoring student fans.
Through the recital of one of her own poems, Waiting in the Lobby, Carol gives us an insight into her world and how she has learned to cope with the mental illness that is schizophrenia.

______________________________________________________________

PATRICK TROLAN
‘Tendo gravado mais de cem bandas de toda a Irlanda, orgulho-me da minha minúcia enquanto engenheiro de som, bem como da minha capacidade, enquanto produtor, de levar à excelência a música de uma banda ou artista.
Não me restringindo apenas ao som, realizei, produzi e editei numerosos vídeo clips e documentários, vários dos quais nacionalmente difundidos.
No vasto espectro que é o multimédia, considero como meus melhores atributos a versatilidade transversal a todas as suas plataformas, em conjunto com a abordagem profissional a cada projecto diferente que assumo.’
‘Having recorded over one hundred bands from all over Ireland, I pride myself on my attention to detail as a sound engineer as well as my ability to excel a band/artist’s song to a new level as a producer.
Not restricted to just sound, I have directed, produced, and edited numerous music videos and documentaries, several of these documentaries having been nationally broadcast.
In the vast realm that is multimedia, I consider my versatility across all the platforms combined with my professional approach to each different project I undertake as my best attributes.’
CONSIDERING CAROL ficha artística | cast
Realizador | Director: Patrick Trolan
Câmara | Camera: Patrick Trolan
Som / Edição de Som | Sound / Sound Editing: Patrick Trolan
Edição | Editing: Patrick Trolan
Produtora | Production: Patrick Trolan
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

PETRA KUPPERS
TIRESIAS

VÍDEO-EXPERIMENTAL // EXPERIMENTAL VIDEO | 2007 | 7’ | M/16 | E.U.A. // U.S.A.
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

Esta vídeo-poema sobre a cultura da deficiência reformula um mito grego sobre a mudança do corpo, erotismo, tempo e diferença. No centro da obra estão presentes o toque, a cinestesia, e a pergunta que muitos deficientes enfrentam na interacção social: O que te aconteceu? Este vídeo-dança-poesia encontra para esta questão incomuns respostas.
O vídeo-poema mistura elementos de captura e áudio-descrição no seu vocabulário estético, para criar uma peça que pode funcionar como uma experiência de áudio, uma experiência visual, ou uma mistura de diferentes estímulos sensoriais.
Para leitura integral de todas as palavras faladas, incluindo uma breve descrição de áudio, consulte:http://www-personal.umich.edu/~petra/
This disability culture videopoem recasts a Greek myth about bodily change, erotics, time and difference. At the center of the work are touch and kinesthesia, and the question many disabled people face in social interaction: “What happened to you?” This dancepoetryvideo finds unusual answers.
The videopoem mixes elements of captioning and audio description into its aesthetic vocabulary, to create a piece that can work as an audio experience, a visual experience, or a mix of different sensory inputs. For a full transcript of all spoken words, including the short audio descriptions, see:http://www-personal.umich.edu/~petra/

_______________________________________________________________

PETRA KUPPERS
http://www.olimpias.org
Petra Kuppers é uma activista da cultura da deficiência, uma artista comunitária e professora na Universidade de Michigan. A sua companhoa, The Olimpias, cria um vídeo-dança por ano.
Petra Kuppers is a disability culture activist, a community artist and a professor at the University of Michigan. Her company, The Olimpias, creates one dancevideo per year.
TIRESIAS ficha artística | cast
Realizador | Director: Petra Kuppers and Sadie Wilcox
Poesia | Poetry: Jim Ferris
Intérpretes | Interpreters: Neil Marcus, Lynn Manning, Jim Ferris, Aimee Cox, Kathy Mancuso
Câmara | Camera: Sadie Wilcox
Edição | Editing: Sadie Wilcox
Produtora | Production: The Olimpias

_____________________________________________________________
_____________________________________________________________

PEDRO SENA NUNES
ÍCARO

DOCUMENTÁRIO // DOCUMENTARY | 2010 | 40’ | M/6 | PORTUGAL
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

O mito grego é o ponto de partida do espectáculo musical Corpo Todo, de Ana Rita Barata, Tim Yealland e Pedro Sena Nunes, estreado em 2007 no âmbito da semana ‘Ao Alcance de Todos – Música, Tecnologia e Necessidades Especiais’ e agora revisitado com algumas novidades. Protagonizado por pessoas com paralisia cerebral e outros utentes do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral do Porto/APPC, músicos e bailarinos profissionais, Ícaro é uma fusão pela música de várias linguagens artísticas, englobando música, teatro e dança. Acolhido com aplausos pelo público e pela crítica aquando da sua estreia, quer pela qualidade do espectáculo em si, quer pela forte mensagem social que encerra, este espectáculo conta a história de Ícaro mas, sobretudo, passa o testemunho de pessoas com necessidades especiais dispostas a viver com Arte e na máxima plenitude.
The Greek myth is the starting point of the musical Every Body by Ana Rita Barata, Tim Yealland and Pedro Sena Nunes, premiered in 2007 as part of the week’ ‘For Everyone – Music, Technology and Special Needs’ and now revisited in a new language.
Played by people with cerebral palsy, musicians and professional dancers, Icarusis a fusion, through music, of various artistic languages, encompassing music, theater and dance, interspersed with the testimony of people with special needs willing to live with Art and the maximum fullness.

______________________________________________________________

PEDRO SENA NUNES
Pedro Sena Nunes, nasceu em Lisboa em 1968. Formou-se em Cinema em 1992 e co-fundou a Companhia Teatro Meridional, na qual é responsável pela área do cinema e audiovisual. Estudou em Barcelona, Lyon, Sitges, Budapeste, Lisboa e Florença, participando em cursos e workshops de cinema, fotografia, vídeo, teatro e escrita criativa. Realizador, Produtor, Professor, Consultor Artístico e Fotógrafo, trabalha actualmente como Director Artístico da Associação Vo’Arte e é Programador em vários Festivais de Cinema.
Pedro Sena Nunes was born in Lisbon in 1968. He took his degree in cinema in 1992 and co-founded the Southern Theatre Company, in which he is responsible for the cinema and audiovisual field. He studied in Barcelona, Lyon, Sitges, Budapest, Lisbon and Florence participating in film, photography, video, theater and creative writing courses and workshops in. Director, Producer, Teacher, Artistic Consultant and Photographer, currently works as Artistic Director of the Vo ‘Arte Association and is programmer of various Film Festivals.
ÍCARO ficha artística | cast
Realizador | Director: Pedro Sena Nunes
Câmara e Som | Camera and Sound: Pedro Sena Nunes
Edição  | Editing: Petar Toskovic, David La Rua
Motion Design: Petar Toskovic
Mistura de Som | Sound Mixture: Tiago Matos
Direcção Artística e Coreografia | Artistic Direction and Choreography: Ana Rita Barata
Direcção Artística e Teatro Musical | Artistic Direction and Musical Theatre: Tim Yealland
Direcção Artística e Vídeo | Artistic Direction and Video: Pedro Sena Nunes
Músicos | Musicians: Ana Paula Almeida, Filipe Lopes, Jorge Queijo, Paulo Neto, Paulo Rodrigues
Dança / Teatro |  Dance / Theatre: António Oliveira, Carolina Ramos, Catarina Gonçalves
Intérpretes (APCC – Associação do Porto de Paralisia Cerebral) | Interpreters (APCC – Cerebral Palsy Oporto’s Association): Alexandra Degenhardt, Carlos Lopes, Fernando Esteves, Filomena Machado, Gorete Lopes, Joana Silva, Laura Botelho, Paulo Bastos, Rui Reizinho, Sofia Machado, Tomás Neves.
Equipa APCC | APCC Team: Amália de Sá, Emília Faria, Pedro Fernandes
Participação Especial | Special Participation: Mariana Nunes, Marta Nunes
Produção | Production: Serviço Educativo da Casa da Música
Colaboração | Collaboration: Associação Vo’Arte, Associação do Porto de Paralisia Cerebral
Agradecimentos | Special Thanks: Equipa da Casa de Música, Balleteatro, Equipa Associação Vo’Arte

_____________________________________________________________
_____________________________________________________________

YASMIN FEDDA
BREADMAKERS

DOCUMENTÁRIO // DOCUMENTARY | 2007 | 11’ | M/6 | ESCÓCIA // SCOTLAND
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

Numa padaria única em Edimburgo, uma comunidade de trabalhadores com dificuldades de aprendizagem faz uma variedade de pães orgânicos para entrega diária em lojas e cafés da cidade.
Os trabalhadores interagem usando expressões particulares, discurso repetitivo e linguagem gestual, revelando relações sociais complexas entre si e os seus coordenadores. No que pode parecer um local de trabalho caótico, há uma mistura de sons que se pode aproximar a níveis de “ruído branco” no meio do processo diário cuidadosamente estruturado de produção de pão.
A padaria em destaque é parte de um centro inspirado pelas ideias de Rudolph Steiner, onde os trabalhadores compreendem o seu potencial de auto descoberta e criatividade em ambiente social.
At a unique Edinburgh bakery, a community of workers with learning disabilities makes a variety of organic breads for daily delivery to shops and cafes in the city.
The workers interact using individual expressions, repetitive speech and sign language, revealing intricate social relationships with each other and their support workers. In what can seem a chaotic workplace, there is a mix of sounds that can approach levels of white noise amidst the carefully structured everyday process of bread production.
The featured bakery is part of a centre inspired by the ideas of Rudolph Steiner where the workers realise their potential for self-discovery and creativity in a social environment..

_____________________________________________________________

YASMIN FEDDA
http://www.cadies.co.uk
Yasmin Fedda passou dois meses num mosteiro deserto na Síria central na produção do seu filme Milking the Desert, projecto final do Mestrado em Antropologia Visual na Universidade de Manchester. Em 2007, Yasmin fez equipa com Robin Mitchell e Jim Hickey na produção de Breadmakers. Desde essa altura, Yasmin trabalhou em filmes no Médio Oriente e também em curtas-metragens, retratos de artistas com necessidades especiais de aprendizagem, em Edimburgo. Yasmin é também coordenadora do Reel Festivals, uma série de festivais de cinema, música, arte e debates centrados em áreas de conflito. A mais recente ocorrência desta série foi o Reel Iraque.
Actualmente está a trabalhar num documentário sobre irmãs da Igreja Ortodoxa Grega deslocadas na Síria, enquanto estuda para o seu doutoramento em Acordos de Paz no Mundo do Documentário (Peacemaking in the World of Documentary Film) na Universidade de Edimburgo.
Yasmin Fedda spent two months filming in a desert monastery in central Syria to produce Milking the Desert, her graduate film for MA in Visual Anthropology at Manchester University. In 2007, Yasmin teamed up with producers Robin Mitchell and Jim Hickey to make Breadmakers. Since then Yasmin has worked on films around the Middle East as well as on short film portraits of artists with learning disabilities based in Edinburgh.
Yasmin is also a co-ordinator of Reel Festivals, a series of film, music, art and debate festivals that focus on areas of conflict. The most recent of these was Reel Iraq.
Yasmin is currently working on a documentary on Greek Orthodox nuns set in Syria and is studying for a PhD in Peacemaking in the World of Documentary Film at the University of Edinburgh.
BREADMAKERS ficha artística | cast
Realizador | Director: Yasmin Fedda
Câmara | Camera: Veera Lehto
Som / Edição de Som | Sound / Sound Editing: Yasmin Fedda / Marcelo de Oliveira
Edição | Editing: Veera Lehto
Produtores | Producers: Jim Hickey e Robin Mitchell
Produtora | Production: Cadies Production Ltd

___________________________________________________________
___________________________________________________________

MARLÈNE MILLAR & PETER SZPORER
FALLING

VÍDEO-DANÇA // VIDEO-DANCE | 2009 | 5’56’’ | M/12 | CANADÁ // CANADA
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

Baseado na história verdadeira da jornada de Jeff, depois deste ter vivido uma queda que mudou a sua vida, deixando-o incapaz de andar, FALLING expõe a sua luta posterior para recuperar o físico, deixando entrever, à luz da emoção, esforço e total concentração de Jeff, como pode um homem recuperar de tal experiência.
Mesmo assim, é impossível que não se fixem marcas, o homem está inevitavelmente mudado e a história para sempre escrita no seu corpo. O filme louva esta história do corpo, o desafio de perder para depois reencontrar a mobilidade, e as subversivas, absurdas e por vezes trágicas formas como a experiência do corpo se entranha nas nossas vidas.
Based on the true events of Jeff’s journey after taking a life changing fall that left him unable to walk, and his subsequent fight to regain his physicality, FALLING gives us a peek into the emotion, the struggle and the pure intent of focus that can bring a man back from such a thing.
Yet it cannot help but its leave its mark, the man is indelibly changed, and the story is forever written in the body. The film celebrates this history of the body, the challenge of losing then re-finding mobility, and the subversive, absurd and sometimes tragic ways physicality weaves itself through our lives.

_______________________________________________________________

Marlène Millar & Philip Szporer
http://www.mouvementperpetuel.net

Em 2001, Marlène Millar e Philip Szporer fundaram a produtora sediada em Montreal Mouvement Perpétuel, especializada em documentários artísticos. Com a missão de explorar as infinitas possibilidades da dança em filme e partilhar as histórias de artistas de excepção, a Mouvement Perpétuel produziu já Moments in Motion; Raising the Bar: The Fresh Voices Project; Byron Chief Moon: Grey Horse Rider, bem como as curtas-metragens experimentais de dança The Hunt; A Soft Place to Fall; Butte; The Greater The Weight; 40 and Falling. Quarantine, com 48’de duração, é a sua última produção, datando do final de 2009.
In 2001, Marlène Millar and Philip Szporer founded Mouvement Perpétuel, a Montreal-based film production company that specializes in arts documentaries. With a mandate to explore the endless possibilities of dance on film and share the stories of exceptional artists, Mouvement Perpétuel has gone on to produce Moments in Motion; Raising the Bar: The Fresh Voices Project; Byron Chief Moon: Grey Horse Rider, as well as the experimental dance shorts The Hunt; A Soft Place to Fall; Butte; The Greater The Weight; 40 and Falling. Quarantaine, a 48-minute film, was released in late 2009.
FALLING ficha artística | cast
Realizador | Director: Marlène Millar and Peter Szporer
Intérprete | Interpreter: Jeff Hall
Câmara | Camera: Michael Wees
Edição | Editing: Dexter X
Som | Sound: Ariel Santana
Edição de Som | Sound Editing: Dexter X (compositor / composer)
Produtora | Production: Mouvement Perpétuel

______________________________________________________________
______________________________________________________________

SERGIO CRUZ
HANNAH

VÍDEO-EXPERIMENTAL // EXPERIMENTAL VIDEO | 2010 | 5’36’’ | M/12 | PORTUGAL
14 DEZ // DEC | TERÇA // TUESDAY
JARDIM DE INVERNO // WINTER GARDEN | 18H30 // 6:30pm
MOSTRA DE VÍDEO INARTE SESSÃO 2 // INARTE VIDEOS SESSION 2

Hannah explora a ambição e os sonhos de Hannah Dempsey, uma jovem dançarina e atleta. O filme é a celebração da moção, da energia e elegância do movimento humano, evocando o poder da adrenalina da jovem Hannah. Este filme reflecte sobre a ligação entre arte e o desporto dando ênfase à relação atleta-dançarina.
Hannah explores the ambition and dreams of Hannah Dempsey, a young dancer and athlete. The film is a celebration of motion, energy and elegance of human movement, evoking the power of adrenaline in the young Hannah. It makes the connection between art and sport with emphasis on the athlete-dancer relationship.

_______________________________________________________________

SÉRGIO CRUZ
http://www.rhiz.eu/person-37213-en.html
Sérgio Cruz é um artista e realizador Português que reside e trabalha em Londres. Estudou Som e Imagem em Portugal e na Holanda. Com o objectivo de combinar o interesse pelo Cinema, performance e artes plásticas, concluiu dois mestrados em Londres, o primeiro em Belas Artes na Central Martins e o segundo em Vídeo Dança (Dance for the Screen) na London Contemporary Dance School.
A sua prática artística tornou-se, desde então, apenas devota ao vídeo/filme com artes performativas como meio para articular o gesto. O seu trabalho é regularmente apresentado em canais televisivos, museus e galerias e em diversos festivais de cinema e de vídeo-arte, no circuito nacional e internacional.
Sérgio Cruz is a Portuguese artist and filmmaker who lives and works in London. He initially studied Sound and Image in Portugal and Holland. With the objective of combining his interest in cinema, performance and fine arts, he undertook two master degrees in London, the first in Fine Arts at Central Saint Martins and the second in “Dance for the Screen” at the London Contemporary Dance School.
His art practice has become since then solely devoted to film/video with performance arts as a medium to articulate gesture. Sergio’s films have won several awards and have been internationally broadcast on television, film festivals and art galleries.
HANNAH ficha artística | cast
Realizador | Director: Sérgio Cruz
Intérpretes | Interpreters: Hannah Dempsey
Câmara | Camera: Dominik Rippl, Tom Ellis e Sérgio Cruz
Assistente de Câmara | Camera Assistant: Bruno Ramos
Música | Music: Roberto Crippa
Captação de Som | Sound Capture: Duncan Whitley
Som | Sound: Sérgio Cruz
Coordenação de Produção | Production Coordinater: Carl Simmonds
Direcção de Produção | Production Director: Vicky Bloor

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s