ABOUT

REFLEXÃO

Só podemos incluir quando nos incluímos a nós mesmos nesse gesto, não passa por incluir o outro, mas sim por partilhar essa inclusão com o outro. É pela conjunção de diferentes convicções que se gera tolerância, sendo o conhecimento da nossa verdade o primeiro passo para tornar possível a colocação de verdades individuais lado a lado, desta forma encontrando o nosso posicionamento singular e simultaneamente colectivo numa sociedade heterogénea cujos contrastes e limites são garantia da coexistência pacífica e dignificante. Os limites estão no nosso corpo, mas fundamentalmente na nossa mente, estão onde o olhar não alcança, e por isso por vezes não sabemos incluir, porque não descortinamos o que no nosso íntimo estipulámos como limite. Com limites não sabemos sonhar o impossível, e sendo o sonho o motor da acção, se não há sonho de grandeza fazemos apenas o que é possível. É na forte convicção de que transcender os nossos limites é projectar o impossível que os Encontros InArte promovem encontros, debates e acções de formação (incluindo exemplos de projectos nacionais e internacionais identificados com este sonho) que almejam ver num corpo e numa mente, antes dos elementos basilares do ser humano, a condição da sua possibilidade de superação e vivência conjunta.

Nos primeiros Encontros INARTE colocou-se uma questão pertinente: mas afinal o que compreende a Inclusão pela Arte?

Incluir é incluirmo-nos a nós. A inclusão passa por uma aceitação. Mas essa aceitação é aceitação de nós próprios, pelo que somos e como somos, com todas as deficiências possíveis que encontramos. Sob este mote descobrimos uma imensa pluralidade de caminhos ainda por desvendar e que merece debate, pelo que partimos entusiasmados para uma nova descoberta.

MANIFESTO

Partimos para a 2ª edição destes encontros com a certeza de querermos aprofundar a investigação, inserção e inovação através de uma intervenção inclusiva. O universo da arte é profícuo em exemplos de como este se torna proveitoso e benéfico tanto ao nível da criação como da fruição. A deficiência não é impeditiva para a afirmação de pessoas com necessidades especiais como membros intervenientes no processo de criação. Este processo deve ser adaptado às suas capacidades e respeitar a diferença como parte integrante.

O conceito de inclusão conota-se com uma sociedade que desejamos ao alcance de todos, aberta e activa no respeito pelas diferenças. À arte cabe um importante papel, uma vez que utiliza linguagens diversas e universais, facilitadoras da afirmação e inclusão pessoal e social. A arte permite a descoberta de si através do sentir de todo o corpo, desenvolvendo a mente e criando novos modos, respostas e meios para promover competências sociais e afectivas, enriquecendo a personalidade e as experiências pessoais. Queremos esquecer as limitações e centrar a intervenção naquilo que cada um tem de melhor para dar.

PORQUÊ INARTE?

O principal objectivo trata de promover e divulgar as artes como forma de trabalho artístico, pedagógico, ocupacional, terapêutico e de integração social, sensibilizando futuros profissionais e profissionais que intervêm com pessoas com necessidades especiais e com menos oportunidades de participação, para a importância das artes como ferramenta de trabalho de combate à exclusão social.

Os Encontros pretendem analisar e explorar a descoberta de novas estratégias de abordagem de trabalho e interacção dos deficientes para a cidadania, promover o contacto com as diversas formas de expressão artística, sensibilizando-os para outros domínios estéticos – corpo harmonioso versus corpo disforme, favorecendo a descoberta de novas aptidões e competências e fomentando a sua auto-estima.

 HISTÓRIA, PRESENTE E FUTURO
Os primeiros encontros InArte, em 2010, incluíram uma série de manifestações culturais – espectáculos, performances, mostra de vídeos, conversas, debates, conferência e workshops – e 2.000 espectadores. Reuniram-se artistas, teóricos, técnicos, psicólogos, jornalistas, professores e alunos para uma reflexão e análise na descoberta de novas estratégias de abordagem de trabalho e interacção com pessoas com necessidades especiais e outras comunidades numa partilha aberta de resultados, processos e questões através do diálogo.

Assinalamos o ano intercalar do que são estes Encontros de vocação bienal com a programação de workshops integrados onde serão desenvolvidas competências ao nível do movimento com profissionais da dança por Adam Benjamin e Alena Dittrichová, um workshop de reflexão e criatividade para crianças invisuais e amblíopes, uma Materclass que analisa o percurso de uma das mais importantes Companhias de Dança Inclusiva mundiais – CandoCo Company, uma Mostra de Vídeos documentais e uma Exposição de fotografia restrospectiva dos primeiros encontros sob o olhar do fotógrafo Cláudio Ferreira.

Enuncia-se para 2012 a exploração em profundidade do tema Inclusão pela Música, a partir de diversas actividades de formação, debate (“Chegar à Arte”, painel iniciado na 1ª edição e agora complementado com a visão de personalidades reconhecidas no panorama nacional e internacional com competências adquiridas nos temas lançados em mesa) e espectáculos, em data a anunciar brevemente (1º trimestre de 2012).

____________________________________________________________

REFLEXION

This is a meeting between people, bodies, cultures and ways of living, in a world where there is an urgency of survival, and where, every so often, the time of pause and reflection gets increasingly shorter. It acts as a ‘cross section’ space where exchange takes place; and where a glance happens in which we can feel an inner revolution. A revolution where for some of us just making a step is magical or where the ability to see through the body turns into something amazing. But also a place where we can look at everything and everyone face to face without any fake paternalism. We seek time to stop and to listen.
 Art only unites if we know how to increasingly attract our environment and operate on it, transforming it with each gesture. We need wisdom to deal with a disturbing, violent and aggressive look, in order to find harmony and achieve beauty, strength and courage.We need to learn again how to make time to find ourselves, possibly for the first time.

 “There are all sorts of revolutions: political, economic, scientific, artistic. Each has its own significance and, often, necessity. But no matter what one changes, the world will never get any better as long as people themselves – the guiding force and impetus behind all endeavors -remain selfish and lacking in compassion. In that respect, human revolution is the most fundamental of all revolutions, and at the same time, the most necessary revolution for humankind’. Daisaku Ikeda (Buddhist philosopher, educator, writer and poet).

THE MEETINGS

At these International Meetings we would like to introduce investigation, integration and innovation in an ‘inclusive’ way. This concept of ‘inclusion’ directs us to a society that is extensible to everyone, a society that is open and respects each one differences, be it in gender, religion, culture, language or ability. 

Art has an important role, since it uses diverse and universal languages. Therefore it assists the process of personal and social inclusion; and hence the role of art as an agent of transformation of social attitudes.

Over time, and in the growing process that we all aspire to, we believe that the concept “Inclusion through Art” will tend to disappear just as it emerged, given that this is a temporary term, necessary to expose and eliminate the social prejudice that prompted its origin.
Art allows the discovery of oneself through the sense of feeling of the entire body. It develops the mind and creates new behaviours, responses, situations and means to promote social and emotional competences, in order to enrich both personality and personal experiences. The aim is to forget limitations and focus in each one’s contribution to art. The universe of art is useful in providing examples of how this becomes rewarding and beneficial both at the level of creation as in the pleasure of enjoying it.
A disability should not prevent members from assuming themselves as part of the process of creation. This process must be adapted to their abilities and respect the difference as an essential component of it. 
The main objective is to promote and disclose the arts as a tool that is educational, occupational, therapeutic, and of social integration. In addition it creates awareness among professionals who presently or in the future will work with disabled people that have limited participation and opportunities. Art can be a helpful device in dealing with social exclusion.
The Meeting aims to analyse and explore new strategies/approaches on how to work and interact with disabled people as common citizens. It promotes the contact within the various forms of artistic expression, making them responsive to other aesthetic domains – harmonious body versus deformed body, as well as encouraging the discovery of new skills and competences, while boosting their self-esteem.
__________________________________________

OBJECTIVOS

Os Encontros Internacionais de Inclusão pela Arte desenvolvem diversas temáticas que permitem divulgar e aprofundar o conhecimento da arte em sinergia com as necessidades especiais.

1. Promover e divulgar as artes como forma de trabalho artístico, ocupacional, terapêutico e de inclusão social.
2. Valorizar e divulgar as potencialidades do deficiente junto da comunidade, contribuindo para a alteração de atitudes e estereótipos em relação à deficiência.
3. Sensibilizar futuros profissionais e estudantes que intervêm com pessoas portadoras de deficiência e com menos oportunidades de participação, para a importância das artes como ferramenta de trabalho de combate à exclusão social.
4. Análise e exploração na descoberta de novas estratégias de abordagem de trabalho e interacção dos deficientes para a cidadania.
5. Promover o contacto com as diversas formas de expressão artística, sensibilizando-os para outros domínios estéticos – corpo harmonioso versus corpo disforme.
6. Favorecer a descoberta de novas aptidões e competências, impulsionando a sua auto-estima.
7. Análise sob das oportunidades de trabalho para deficientes nas indústrias criativas.
8. Incentivar as pessoas portadoras de deficiência a contribuir com as suas próprias visões e experiências para o debate.
9. Promover o ensino da arte, por intermédio da produção artística reflexiva e do conhecimento histórico e social da arte através dos tempos.
10. Promover a sensibilização, a formação e o contacto com diferentes técnicas artísticas e formas de expressão como atitude de prevenção à exclusão social.
__________________________________________

OBJECTIVES

International Meetings of Inclusion through Art develop various topics that promote and expand the understanding of art in connection with disability.

1. Promote and disclose art as a working tool that is educational, occupational, therapeutic, and of social integration.
2. Assess and promote the potential of the disabled subject amongst the community, whilst contributing for a change in attitudes and stereotypes in regards to disability.
3. Create awareness among professionals who presently or in the future will work with disabled people that have fewer opportunities to participate, as well as the importance of art as a way of dealing with social exclusion.
4. Analysis and exploration of new strategies and approaches on how to work and interact with disabled people as common citizens.
5. Promoting contact with the various forms of artistic expression, alerting them to other aesthetic domains – harmonious body versus deformed body.
6. Encourage the discovery of new skills and competences, whilst boosting their self-esteem.
7. Assessment of job opportunities for people with special needs in creative industries.
8. Encourage disabled people to contribute with their own views and experiences.
9. Promote artistic education through artwork and art history throughout time.
10. Promote consciousness, training and contact with different artistic techniques and forms of expression to fight social exclusion.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s